SE TE PERGUNTAREM O QUE OS MATEMÁTICOS FAZEM, DIGA QUE PREVEMOS O FUTURO!

sábado, 28 de novembro de 2009

A história dos problemas "O papiro de Moscou"

O papiro de Moscou foi escrito em hierático por volta de 1850 a.C., por um escriba desconhecido. Tem cerca de 8 cm de largura e 5 metros de comprimento.
Na imagem vê-se a parte do papiro de Moscovo, correspondente ao problema 13, e a respectiva tradução em hieróglifos.


O papiro de Moscou foi comprado no Egito, em 1893, pelo egiptólogo V. S. Golenishchev. Originalmente foi conhecido como papiro de Golenishchev mas, quando em 1917, foi comprado pelo Museu de Belas Artes de Moscou (Pushkin), passou a ser conhecido por papiro de Moscou.

O papiro contém 25 problemas, mas devido ao seu estado de degradação é impossível interpretar muitos deles.

O conteúdo do Papiro de Moscou é de acordo com Clagett (1999) e Gillings (1982) o seguinte.

Clique nos números para ter acesso a alguns dos problemas deste papiro.

1 Problema de aha (provavelmente a determinação de um quantidade desconhecida).
2 e 3 Problemas envolvendo barcos: o leme de um barco (pouco claro) e altura de um mastro, respectivamente.
4, 7 e 17 Envolvendo a área de um triângulo
5, 8, 9, 12, 13,
15, 16 e 22
Pesus de pães ou cerveja
6 Área de um retângulo.
10 Área de uma superfície curva de um cesto
11 Pães e cestos (pouco claro)
14 Volume de uma pirâmide truncada
18 Medidas de panos em palmos e cúbitos (pouco claro)
19 Equação linear.
20 Pesus de 1000 pães e frações de Hórus.
21 Mistura de pão para oferta
23 Cálculo do trabalho de um sapateiro (pouco claro)
24 Intercâmbios de pães e cerveja
25 Problema que dá origem à equação 2x + x =

Nenhum comentário: